Nossos visitantes

3 de dez de 2011

UFRN obtém nota máxima em avaliação realizada pelo INEP/MEC


A Universidade Federal do Rio Grande do Norte recebeu o conceito final 5, nota máxima da Avaliação Externa do Processo de Recredenciamento da UFRN, realizada entre os dias 23 e 25 de novembro deste ano pela equipe de avaliadores do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), órgão de avaliação do Ministério da Educação (MEC).

A informação chegou hoje à administração central da UFRN. “Parabenizamos toda a comunidade institucional pelo trabalho que vem desenvolvendo na UFRN, coroado, neste momento, por esse excepcional resultado”, declarou em nota à comunidade acadêmica a equipe da Comissão Própria de Avaliação (CPA).

“Que possamos, juntos, continuar nesse caminho em busca da concretização das necessárias melhorias para que os avanços sejam contínuos”, completa a nota.

O conceito 5 dado pelo INEP/MEC representa que a UFRN foi muito bem avaliada, e atesta “um perfil de qualidade Muito Bom da Instituição", conforme explicações da CPA.
A presidente da CPA por mais de quatro anos (hoje permanece como membro) e atual assessora de planejamento da Pró-reitoria de Planejamento (PROPLAN), Pepita Vasconcelos de Andrade, explicou que a comissão de avaliação do INEP/MEC levou em consideração as 10 dimensões políticas da instituição apresentadas pela UFRN através da Comissão Própria de Avaliação.

Essas 10 dimensões dizem respeito ao estabelecimento e às ações da UFRN em várias áreas. Tais dimensões são: 1) Política para o ensino de graduação e pós-graduação; 2) Política de pesquisa; 3) Política de extensão; 4) Política de responsabilidade social; 5) Política de infraestrutura; 6) Política de comunicação interna e externa; 7) Política de sustentabilidade financeira; 8) Política para os docentes; 9) Política para os funcionários ; e 10) Política de assistência ao educando.

Pepita credita o excelente conceito obtido pela UFRN à cultura de permanente autoavaliação que a Instituição implantou desde 1995, hoje com a CPA ligada à PROPLAN, e que sempre recebeu dos reitores, como agora com a reitora Ângela Paiva Cruz, total apoio, incentivo e consideração. “Isso contribuiu muito para esse resultado”, disse Pepita.