Nossos visitantes

28 de out de 2011



23 de out de 2011

"Aspectos da pesquisa em Literatura"

Prezados colegas,


convidamos a todos para participarem do minicurso "Aspectos da pesquisa em Literatura",
que será ministrado pelo Prof. Dr. Arturo Gouveia, nos dias 26 e 27 de outubro (quarta e quinta feira),
das 14h00 às 17h00, na sala C5 do Setor 2/CCHLA-UFRN.



INSCRIÇÕES NO LOCAL

15 de out de 2011

Reitoria UFRN - Justa homenagem

No dia que lhe é dedicado, desejamos saudar cada professor potiguar, de modo particular os que compõem o corpo docente da UFRN. Entre as atividades humanas a sua é, por certo, uma das mais nobres. E como atestado da sua capacidade de fecundar idéias e ações, surgem obras como a que resultou na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, fruto do seu compromisso com a sociedade a merecer o reconhecimento no cenário regional e nacional, através dos mais diversos indicadores de qualidade.

O esforço coletivo, solidariamente despendido e direcionado para o crescimento de obras assim, e o reconhecimento público com a valorização profissional é o que todos nós almejamos para o nosso Estado, para a nossa Região e para o nosso País.
Por isso, e por acreditar plenamente nessa possibilidade é que parabenizamos todos os nossos professores, não apenas pela contribuição indispensável de cada um nesse processo, mas principalmente porque, nos momentos de maior dificuldade, jamais arrefeceram no propósito de servir a sociedade, garantindo com a sua força de trabalho uma educação superior pública, gratuita e de qualidade, acessível a todos.



Ângela Maria Paiva Cruz
Reitora

Maria de Fátima Freire de Melo Ximenes
Vice-Reitora

6 de out de 2011

Letramento e Políticas Públicas

10 a 13 de outubro de 2011

Auditório da BCZM

Escola de Ciências & Tecnologia


Informações: https://sites.google.com/site/seminariodeletramento/

A poesia de pesos e penas


A equação "10% inspiração e 90% transpiração" cunhada por Albert Einstein para tentar explicar a genialidade, e vista por muitos como verdade absoluta capaz de justificar o ato da criação artística, não faz parte da cartilha de Anchella Monte. Para ela, que lança o terceiro livro intitulado "Pesos e Penas" nesta quinta-feira às 19h na Potylivros do Praia Shopping, não há nenhum problema em assumir que a inspiração é principal elemento que move seu trabalho poético. E não é preciso ir muito longe para perceber que os versos de Anchella transpiram verdade e contam histórias de forma melódica.

"Acredito na verdade, nas coisas que me tocam, e elas estão em todo lugar e podem aparecer quando e onde menos se espera", explicou a autora. "Essa foi a resposta que formulei quando perguntaram, de supetão, o que não poderia faltar nos meus poemas", relembra a poeta ao conversar com o VIVER. Para ela, o título deste novo livro tem a ver com o "peso" existencial de qualquer escritor que dá a cara à tapa; e que a palavra "penas" está atrelada tanto ao significado de penar quanto a 'roupagem' dos pássaros. "Tanto é que há poemas criados a partir de histórias verdadeiras sobre pássaros", confessa.

A autora esclarece que o leitor interessado em encontrar unidade em seus livros vai perder tempo: "Normalmente as pessoas optam pela unidade temática, sentam para escrever sobre determinado assunto. Eu escrevo poemas e não livros. Não determino nada, só escrevo o que sinto - daí minha relação com a verdade e a inspiração", disse Anchella, que procura provocar reações com seus textos. "Não me preocupa se os poemas são narrativos, reflexivos... há um pouco de tudo, e meu desafio é oferecer um texto conciso, enxuto". Essa reflexão ela já sugere nas primeiras páginas, ao citar poemas de autoras que certamente ajudaram na construção de sua escrita, como Orides Fontela e Lila Ripoll.

Antes de firmar parceria com a Sebo Vermelho Edições, no início dessa década, para viabilizar o lançamentos de "A Trama da aranha" (2001) e "Temas roubados" (2006), Anchella Monte passou quase duas décadas sem lançar um livro. "Cheguei a participar, na década de setenta, daqueles grupos de autores que utilizavam mimeógrafos para poder publicar livros. Naquela época, essa era a única opção de fazer com que as obras chegassem ao público - e era isso que queríamos, por isso distribuíamos muito mais do que vendíamos", contou.

Professora de Língua Portuguesa em escola pública de ensino fundamental, Anchella faz questão de trabalhar literatura com seus alunos do 8º e 9º anos, e orgulha-se de seus dois livros anteriores terem sido utilizados como material didático em sala de aula por escolas tradicionais. "Fico muito feliz por contribuir com a formação literária desses alunos", disse a escritora, salientando que "os professores precisam ser corajosos para adotar autores potiguares. É uma ousadia necessária".

Serviço
Lançamento do livro "Pesos e Penas" (Sebo Vermelho), de Anchella Monte. Hoje, às 19h, na Potylivros do Praia Shopping - Ponta Negra. R$ 20.

Fonte: http://tribunadonorte.com.br/noticia/a-poesia-de-pesos-e-penas/198311

Lei de Incentivo ao Livro é sancionada pela prefeita

A prefeita de Natal, Micarla de Sousa sancionou nesta quinta-feira (6), em solenidade no Salão Nobre da Secretaria Municipal de Educação (SME), a Lei de Incentivo ao Livro, que trata da Política Municipal do Livro. Participaram da solenidade o titular da Secretaria Municipal de Educação, José Walter da Fonseca, diretores de todas as unidades de ensino, a diretora e a coordenadora do Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE), Eleika Bezerra e Cláudia Santa Rosa, do presidente da Câmara Municipal, Edivan Martins, além de representantes do Fórum dos Gestores das Escolas Municipais de Natal (FOGEM).


"Fico muito feliz em sancionar esta lei de incentivo ao livro que se junta a outra lei municipal sancionada na nossa gestão que é de incentivo a leitura literária nas escolas. Acredito que com isso todos ganham, principalmente os pequenos leitores, que desde cedo incentivados ao habito da leitura, certamente se tornarão cidadãos mais críticos, capazes de pensar por si mesmo", declarou a prefeita Micarla de Sousa ao sancionar a lei.
Para a coordenadora do IDE e do projeto Escola de Leitores, desenvolvido em parceira com a Prefeitura por meio da SME, a lei municipal de Incentivo ao Livro se soma à política nacional da leitura. "O Plano Nacional do livro foi uma iniciativa federal para que estados e municípios criassem também suas próprias leis nessa área. Então é muito importante a Prefeitura de Natal estar dando esse passo hoje, que se somará a lei de leitura literária e fará com que o município se organize ainda mais na política de formação de leitores", avaliou Cláudia Santa Rosa.
LEI DE INCENTIVO AO LIVRO
Com a validade da lei, fica instituído o dia 30 de dezembro, data do aniversário do folclorista Luís da Câmara Cascudo, como o "Dia Municipal do Livro e da Leitura", que será comemorado em todas as bibliotecas, escolas públicas e privadas da capital. A data vai integrar o calendário de eventos municipais.
Ainda de acordo com a legislação as diretrizes da política que passam a ser aplicadas pelo município são: formar uma sociedade leitora, estimular a produção literária, fomentar a pesquisa social e científica e dinamizar a democratização do acesso ao livro e o uso mais amplo como meio de difusão da cultura e transmissão do conhecimento.
O documento estabelece a necessidade de criar e instalar bibliotecas ramais e sala de leitura em todas as regiões do município com recursos do orçamento municipal e em parceria com a iniciativa privada, além de garantir a preservação do patrimônio literário, bibliográfico e documental do município, criando a Biblioteca Pública Municipal.
A necessidade da inclusão social também está prevista na lei, com a obrigação do Poder Executivo Municipal de consignar no orçamento anual, verbas destinadas às bibliotecas sob jurisdição para aquisição de livros e de outros produtos editoriais, incluídas obras em Sistema Braille, garantindo o acesso ao mundo das letras para os deficientes visuais.Fonte: http://www.noticiasdorn.com.br/2011/10/lei-de-incentivo-ao-livro-e-sancionada.html

4 de out de 2011

Prorrogação de Prazo para Inscrições de Voluntários para Trabalhar no XXII CIC

Serão disponibilizadas 20 vagas para alunos de todos os cursos, habilitações e níveis da Universidade, independentes do período estejam cursando. As inscrições ficarão abertas até o dia 07/1o (sexta-feira). O formuário de inscrição está disponível no site do XXII CIC: www.propesq.ufrn.br/cic2011

Contatos: 3215-3187

O evento acontecerá no período de 17 a 20 de outubro/2011

II Colóquio Educação e Mídia - O texto: uma abordagem multidisciplinar

O GEPLLE - Grupo de Estudos e Pesquisa em Linguística, Literatura e Educação é coordenado pela Profª Drª Maria Angélica Seabra Rodrigues Martins, docente do Departamento de Ciências Humanas, organizando no período de de 25 a 27/10/2011 o II COLÓQUIO EDUCAÇÃO E MÍDIA - O texto: uma abordagem multidisciplinar.

O II COLÓQUIO EDUCAÇÃO E MÍDIA também será aberto à apresentação de trabalhos de alunos de Especialização, Pós-graduação e a Graduandos que estejam com pesquisa em andamento.


Informações:http://www.faac.unesp.br/eventos/coloquio2011/apresentacao.htm

3 de out de 2011

Novos diretores do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA)


Tomaram posse na quinta-feira, 29, os novos diretores do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA), professores Herculano Ricardo Campos e Maria das Graças Soares Rodrigues, respectivamente. A posse aconteceu no auditório da reitoria, às 18 horas, e contou com a presença da reitora da UFRN, Ângela Paiva Cruz, e da vice-reitora Maria de Fátima Freire Melo Ximenes.

Participaram ainda da posse os ex-diretores do CCHLA, professores Márcio Moraes Valença e Maria da Conceição Fraga (atual pró-reitora adjunta da PROEX); a professora Maria Bernadete Cordeiro Souza, presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Norte (FAPERN), representando a governadora Rosalba Ciarline; o professor Antonio Basílio Novaes Thomaz de Menezes, chefe do Departamento de Filosofia, representando os professores do CCHLA; Maria da Conceição Sena de Anchieta Rodrigues, secretária do Departamento de Ciências Sociais, representando o corpo técnico-adminitrativo do CCHLA; e a aluna Melânia, do DCE/Curso de Ciências Sociais, representando os estudantes.

Em seu discurso, o novo diretor do CCHLA, professor Herculano Campos, que acabara de deixar a direção da Editora Universitária (EDUFRN), relembrou a campanha eleitoral iniciada no dia 30 de março e reassumiu os compromissos firmados no período.

“Reiteramos aqui, perante vocês, o compromisso de atuar com serenidade, ouvindo e respeitando as reivindicações de todos aqueles que de nós precisarem; de assumir postura firme, decidida e intransigente na defesa dos interesses da comunidade do CCHLA; de exaurir todas as possibilidades de diálogo antes de cada decisão importante; de pautar nossas decisões pelo atendimento dos anseios da maioria; e de sermos radicalmente transparentes em relação aos critérios adotados na tomada de decisões”, disse.

O professor Herculano Campos agradeceu à gestão anterior do CCHLA pelas consquistas obtidas e disse querer trabalhar dialogando e em parceria com a administração central da UFRN. “Procuraremos estabelecer com a administração, como é do nosso estilo, uma parceria pautada no respeito, na consideração e no trabalho conjunto. Entendemos que a defesa dos interesses do CCHLA não nos exime de pensar a Universidade na sua totalidade, muito pelo contrário, de tal forma que abertamente procuraremos os parceiros e interlocutores privilegiados para essa tarefa”.

Após a posse, a nova vice-diretora do CCHLA, Maria das Graças Soares Rodrigues, do Departamento de Letras (DLET) e do Programa de Pós-graduação em Estudos da Linguagem (PPgEL), avaliou o desafio da nova direção do CCHLA na UFRN. “Nós vamos contar com o apoio de todos, porque não nos lançamos candidatos, mas lançaram os nossos nomes. Foram nomes tecidos pelos próprios colegas, com quem agora vamos contar”, disse.

Fonte: http://www.sistemas.ufrn.br/portalufrn/PT/noticia/6204324