Nossos visitantes

30 de out de 2010

II Festival Literário da Pipa



O Governo do Estado (RN) patrocina, por meio das secretarias da Educação e Cultura (SEEC), do Turismo (Setur) do Trabalho e Assistência Social (Sethas) a segunda edição do Festival Literário da Pipa - FliPipa - que ocorrerá nos dias 18, 19 e 20 de novembro, na praia de Pipa, no litoral sul do Estado. O evento deve reunir alguns dos maiores autores de língua portuguesa, além de estudiosos, educadores, pesquisadores e intelectuais, jornalistas e artistas norte-rio-grandenses e o grande público.

Realizado pela Fundação Hélio Galvão e projeto Nação Potiguar, esta segunda edição apresentará uma maior diversidade de temas e envolvimento da comunidade, consolidando-se como importante ação cultural do Estado.

Para garantir o alto nível dos debates e a intensa participação do público, já estão confirmados alguns dos maiores autores da literatura contemporânea: João Gilberto Noll, João Ubaldo Ribeiro, Geraldo Carneiro, o escritor Moçambicano Mia Couto, Frederico Pernambucano de Mello, Daniel Galera, Raimundo Carrero e Laurentino Gomes.

O escritor, jornalista e tradutor Daniel Galera realizando a Oficina Literária, durante os três dias de Festival. Segundo ressaltou o próprio ministrante, a oficina será focada no gênero conto, com ênfase nos seguintes tópicos: diferença entre autor e narrador, tipos de narrador, construção de personagem, estrutura e tempo da narrativa, subtexto e clímax. Tudo numa abordagem leve, voltada para os estudantes. Os autores trabalhados serão Anton Tchekhov, Sérgio Sant´Anna, Luiz Vilela, Daniel Pellizzari, Paulo Scott. Nos dois primeiros encontros alternariam exposição de conteúdo com exercícios de escrita em aula, e o encontro final será um mini-seminário para leitura e discussão de contos produzidos pelos alunos.

Pipinha Literária

A Pipinha Literária também está na pauta do FliPipa com várias ações para envolver a comunidade escolar em oficinas pedagógicas da SEEC e parceiros, totalmente conectadas com a literatura. Serão três dias onde estudantes e professores participarão de debates literários, oficinas de literatura, vivências teatrais e audiovisuais envolvendo ONGs, escolas e entidades educacionais de Tibau do Sul e cidades vizinhas.

De acordo com a coordenadora do Pipinha Literária, Maria Lúcia de Fátima Dias, a estimativa de participação será de 20 mil alunos e mais de 600 professores do município de Tibau do Sul, Canguaretama, Vila Flor, Nísia Floresta, Barra de Cunhaú, Goianinha, Ares, Várzea.

Entre algumas ações da Secretaria Estadual de Educação e Cultura no II Festival Literário da Pipa, está programada a Mostra de Cinema, nos turnos da manhã e tarde, durante os três dias. Haverá exibições e debates sobre o conteúdo de filmes nacionais de curta metragem nos gêneros de animação, documentário e ficção.

A mostra também exibirá produções audiovisuais potiguares realizadas por alunos e professores vinculados aos Projetos Cinema na Escola e a RPTV - Rede Potiguar de Televisão Educativa e Cultural. Os filmes são baseados em obras literárias ou abordarão experiências de incentivo à leitura, realizadas por escolas públicas e ONGs. A Mostra de Cinema terá coordenação do Centro de Documentação e Comunicação Popular, através dos educadores Paulo Soares de Brito, Raimundo Melo e Zelda Simplício.

A SEEC também vai realizar uma série de quatro programas com reportagens realizadas nas escolas públicas de Tibau do Sul, sobre atividades de incentivo à leitura. Para este trabalho, participarão Paulo Soares de Brito, Raimundo Melo e Elizama Cardoso, além dos jovens da equipe da RPTV, Lázaro Jordão, Verliano Azevedo, Haylanne Nagila e Diego Epaminondas. A RPTV fará a cobertura das atividades que acontecerão durante a Feira Literária de Pipa e realizará programas de entrevistas com os escritores participantes do evento.

Nas escolas, serão trabalhados autores nacionais e locais, entre eles João Ubaldo Ribeiro, Hélio Galvão e Antônio Pequeno, Nísia Floresta, Câmara Cascudo, e ainda a discografia do coco e canto de “incelências’. Além destas, muitas oficinas serão realizadas visando o despertar da leitura. Em cada turno, pelo menos cinco salas de aula da escola Vicência Castelo estarão tomadas de professores e estudantes. Estarão envolvidos nas oficinas mais de 20 professores.

Alunos das escolas públicas farão uma encenação teatral com técnicas do Teatro do Oprimido, de Augusto Boal, em cima do livro infanto-juvenil do escritor moçambicano Mia Couto, “O gato e o escuro”.

Trata-se de um mini-conto sobre estória do gatinho Pintalgato, contada por um narrador anônimo que se dirige a um grupo de crianças, reunidas à sua volta. Aborda o medo do escuro ou do desconhecido. A encenação ocorre na quinta-feira, na rua em frente à tenda literária.


Obtido em: http://www.rn.gov.br/imprensa/noticias/ii-festival-literario-da-pipa-define-programacao-para-edicao-de-novembro/5984/

20 de out de 2010

Convocatória.

Convocamos todos os membros da instituição CALET, eleitos e não eleitos, para um debate e assembleia extraordinária que ocorrerá no dia 22 de outubro de 2010, as 17:00hs, no setor de aulas II, Bloco I, sala 16.

Participarão do debate:

Pró-Reitor de planejamento Dr. JOÃO EMANUEL EVANGELISTA DE OLIVEIRA
Dr. JOSE ANTONIO SPINELLI LINDOZO - Departamento de Ciências Sociais
COORDENAÇÃO DO CURSO DE LETRAS

Pauta da assembleia/debate:

Discussão das propostas dos candidatos à presidência 2010 e situação política do CALET.

19 de out de 2010

II ENCONTRO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL DO RIO GRANDE DO NORTE




NEPI- Núcleo de Estudos e Pesquisas da Infância / NEI- Núcleo de Educação da Infância / UFRN- Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Campus Universitário, s/n / Lagoa Nova Natal-RN / Telefones: 3215 3472/3215 3549 / Email: encontronei@ccsa.ufrn.br

Programação de Letras na II Mostra de Profissões



A Programação do Curso de Letras na II Mostra de Profissões foi alterada e fica assim:

20/10 (quarta-feira)
16 às 17h na sala A3 do setor IV

21/10 (quinta-feira)

10 às 11h na sala A8 do setor IV

22/10 (sexta-feira)

20 às 21h na sala A8 do setor IV

17 de out de 2010

PRONUNCIAMENTO POLÍTICO-PARTIDÁRIO DO CALET/UFRN



Em nome do Centro Acadêmico de Letras, Poeta Jorge Fernandes, os membros deste se pronunciam para esclarecer o posicionamento do CALET em relação à eleição presidencial 2010.

Como representação estudantil o CALET por questões éticas, mais que óbvias, não se manifesta a favor ou contra nenhum posicionamento político partidário. O CALET não pode defender a bandeira de um ou outro candidato por respeito aos estudantes que ele, o C.A., representa.

O posicionamento de seus membros, desde sempre, é totalmente independente à representação estudantil acadêmica.

É necessário deixar claro que o CALET é terminantemente contra as suposições que objetivam simplesmente denegrir a imagem dos outros, é preciso compreender que acima de qualquer preferência política está o respeito.

Há muito tempo que infelizmente sobressai em nossos costumes a “mania” do radicalismo, por isso, muitas vezes em uma eleição como esta, com dois candidatos, acha-se que ao não se pronunciar por “X” automaticamente o escolhido é “Y”. Resultando em uma breve aula de política, lembramos que existem outras opções além de dois candidatos, e esta decisão é exclusiva e particular, portanto, deve ser respeitada, tal como se respeita a nossa liberdade de escolha e expressão.


Atenciosamente,



Centro Acadêmico de Letras Poeta Jorge Fernandes/UFRN

16 de out de 2010

IX CONGRESSO BRASILEIRO DE LINGUÍSTICA APLICADA


Com o tema "Linguística Aplicada e Sociedade", o IX Congresso de Linguística aplicada pretende-se abrir um espaço para que se discuta o papel do lingüista aplicado nas diferentes domínios discursivos e formas de melhor divulgar o conhecimento construído na área. É ainda meta do evento, discutir como pesquisas na área têm ajudado a compreender os problemas sociais.

Além de quatro conferências e seis mesas-redondas o IX CBLA contará com as seguintes modalidades de apresentação de trabalhos:
• 20 simpósios convidados (Invited symposium)
• Comunicações Coordenadas
• Comunicações Individuais
• Pôsteres

O prazo para submissão de resumos em cada modalidade é até 31 de outubro de 2010.


Local do evento


Universidade Federal do Rio de Janeiro
Centro de Ciências da Matemática e da Natureza
Prédio do Centro de Ciências Matemáticas e da Natureza, Bloco D, Cidade Universitária, Ilha do Fundão

De 25 a 28.07.2011.

Con-versa Com prosa


O Projeto Con-Versa Com-Prosa convida a banda Rosa de Pedra para debater “Música e Poesia”. O evento será no dia 29, às 16h, no Auditório da Escola de Música da UFRN.

Vinculado ao Departamento de Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, o projeto visa a debater literatura, poesia e prosa. Além disso, objetiva mostrar à comunidade a produção literária da Universidade. Podem participar estudantes, professores e amantes da literatura. As inscrições são gratuitas e abertas a comunidades e poderão ser realizadas via email.


Outras informações E-mail: poemastulipas@yahoo.com.br
Telefone: 9419-6335

11 de out de 2010

Poeta Jorge Fernandes


LIVRO DE POEMAS(1927)

MANHECENÇA



O dia nasce grunindo pelos bicos

Dos urumarais...

Dos azulões... da asa branca...

Mama o leite quente que chia nas cuias espumando...

Os chocalhos repicam na alegria do chouto das vacas...

As janels das serras estão todas enfeitadas

De cipó florado...

E o coên! coên! do dia novo —

Vai subindo nas asas peneirantes dos caracarás...

Correndo os campos no mugido do gado...

No — mên — fanhoso dos bezerros...

Nas carreiras da cutias... no zunzum de asas dos besouros,

das abelhas... nos pinotes dos cabritos...

Nos trotes fortes e luzidos dos poltros...

E todo ensangüentado do vermelhão das barras

Leva o primeiro banho nos açudes

E é embrulhado na toalha quente do sol

E vai mudando a primeira passada pelos

Campos todo forrado de capim panasco...

Zila Mamede

“É o chão onde nasci, e eu gostaria que ela (Nova Palmeira) fosse no Rio Grande do Norte, porque me sinto tão norte-riograndense, que tenho susto quando olho a minha carteira de identidade. Nisso não há nenhum preconceito contra a Paraíba. Apenas fui transplantada muito pequena, a tempo de me sentir enraizada no Rio Grande do Norte. Daí porque eu digo que gostaria que Nova Palmeira, a vila fundada pelo meu avô e pelo meu padrinho de batismo, fosse no Rio Grande do Norte. Era uma fazenda, uma vila, hoje é mais um município brasileiro, mas não é como município, e sim, como sítio do meu avô que permanece na minha geografia sentimental”.

Zila nasceu em 1928, em Nova Palmeira, Paraíba, onde viveu “até cinco ou seis anos de idade” indo ao roçado do avô “comer melancia, tomate, cereja, um tomate pequeno que brotava no mato”. A família de seu pai era de Caicó, Rio Grande do Norte; o avô materno, de Jardim do Seridó, também no Rio Grande do Norte. “Por coincidência, todos foram morar em Picuí, Nova Palmeira e Pedra Lavrada”. As famílias se encontraram em Nova Palmeira, onde ela nasceu.

Ainda pequena, muda com a família para Currais Novos (RN), onde o pai monta uma máquina beneficiadora de algodão. Menina do sertão, o mar viria a ser uma forte presença em sua poesia. A primeira vez que o viu foi por volta dos doze ou treze anos, aquela coisa “balançando de um lado para o outro, uma coisa que eu jamais havia visto”:

“- Meu pai, isso é o mar?
Ele disse:
Não. Isso é um canavial”.

Estavam em um Ford 39, a caminho de Recife, onde ela finalmente veria o mar.

Em dezembro de 1942, em plena Guerra, vai para a capital, Natal, juntar-se ao pai que já estava desde o início da montagem da Base Aérea de Parnamirim, onde ficavam os americanos. “Lembro que cheguei e vi aquele quintal cheio de cajueiros, de mangueiras, chovia aquela chuva do caju e a gente não entendia como era que chovia em dezembro, e eu corri e vi um pé de sapoti, assim esbranquiçado, e perguntei se era um pé de ovo”.

Assim era Zila. A própria figura da menina inocente do sertão nordestino. No Colégio da Conceição aprendeu o português que usaria com mestria. Ao terminar o curso secundário, em 1949, foi passar uma temporada em João Pessoa e Recife com seu padrinho de batismo, Francisco de Medeiros Dantas, um homem culto que descobriu que a afilhada “era analfabeta em matéria de literatura” e, a partir de então, começou a lhe dar coisas para ler.

Depois de uma tentativa frustrada de ser freira (o que o pai não queria), voltou para Natal e começou a sentir “saudades do céu”, uma angústia existencial que a levou a escrever. Zila tinha, então, 21 anos.

Publicou cinco livros de poesias: Rosa de pedra (1953), Salinas (1958), O arado (1959), Exercício da palavra (1975) e Corpo a corpo (1978). Escreveu ainda estudos bibliográficos sobre Câmara Cascudo e João Cabral de Melo, que a incluiu entres os maiores poetas do país.

Zila Mamede morreu em 1985.

CLEO - Site

Gente,

O CLEO 3ª Edição está cada com um site à disposição. Verifiquem toda a programação:
http://www.cchla.ufrn.br/cleo/index.php

E não deixem de participar!

Está chegando a I SELET UFRN




AGUARDEM!

5 de out de 2010

MOSTRA DE PROFISSÕES UFRN



A Mostra de Profissões é planejada para que os alunos do ensino médio possam percorrer os espaços físicos da universidade, reconhecer e se apropriar desse espaço, através do diálogo com gente que estuda, pesquisa e ensina, objetivando que possam fazer a escolha profissional de maneira mais consciente e segura.

Em 2010, a programação consta de palestras interativas para alunos do ensino médio que serão realizadas por alunos e professores da UFRN, com participação de egressos dos cursos e de profissionais reconhecidos no mercado.

Os visitantes poderão participar de tour pelas dependências do campus e participar também de visitas guiadas ao laboratório de Geologia, ao Museu de Morfologia e a Biblioteca Central Zila Mamede.

O evento é destinado aos alunos do ensino médio, sendo também a oportunidade para pais e professores conhecerem a oferta de cursos e colaborar com os jovens ajudando-os no esclarecimento das dúvidas em relação a escolha da formação e futura profissão.


PARA PARTICIPAR:


O convite é aberto às escolas públicas e privadas de ensino médio do Estado.

Todos os alunos, professores, profissionais e pais são convidados.

Os interessados poderão dirigir-se diretamente ao SETOR IV, campus universitário situado na Avenida Senador Salgado Filho, nº 3000, bairro de Lagoa Nova em Natal (próximo ao Natal shopping e Via Direta).

Não é necessário agendar visita, porém, o acesso às palestras, ao tour e as visitas guiadas obedecerão à lotação prevista;

* * Palestras - 50 alunos/sala
* * Tour – 40 alunos por saída
* * Visitas guiadas - Biblioteca (15 alunos); Museu de Morfologia (100 alunos) e laboratório de Geologia (25 alunos) – por saída

VEJAM TODA A PROGRAMAÇÃO E DEMAIS INFORMAÇÕES NA PÁGINA:
http://www.ufrn.br/mostradeprofissoes/index.html

JORNADA PEDAGÓGICA DE FRANCÊS


4 de out de 2010

CLEO - COLÓQUIO DE LEITURAS ORIENTADAS - 3ª Edição



MÓDULO: LITERATURA COMPARADA, MULTIDISCIPLINARIDADES E TRANSCULTURALIDADES

OBJETIVO:

Propiciar a reflexão e a abordagem da Literatura Comparada tanto em seus pilares, quanto nos rumos atuais, considerando as relações multidisciplinares que nestes se colocam e o descentramento discursivo disso consequente, parece-nos indispensável para a revitalização desse campo do conhecimento. Neste módulo, buscamos evidenciar discussões sobre linguagens, imaginários, imagens, mitos, arquétipos, estéticas e poéticas. Nosso interesse precípuo é não só atingir o público acadêmico (graduandos e pós-graduandos), mas também a professores de rede pública de 1º 2º graus, na medida em que tais perspectivas revestem-se igualmente de modos e fazeres, na relação entre literatura e ensino. Tratar da pluralidade, aí, circunscrita corresponde a estabelecer a necessidade do diálogo transcultural, no qual a transversalidade da Literatura emerge afetando áreas como as Ciências Sociais, a História, a Filosofia, as Artes e por elas sendo afetada. É na busca de ressaltar a heterogeneidade e a diferença que articulamos os vários saberes e práticas, para instaurar este evento como um espaço de encontros e travessias.

PROGRAMAÇÃO

DIA 14

MANHÃ: das 8:00 às 12:00
OFICINAS

1- SALA 2B4:
POÉTICAS E SUBJETIVIDADES EMERGENTES: O HIP HOP NOS GUARAPES
Cooordenação: Doutoranda Julimar da Silva Gonçalves

2- SALA 2G1:
LITERATURA E ARTES CÊNICAS: TEATRALIDADES & LITERARIEDADES
Coordenação: Prof. Dr. Alex Beigui

3-SALA 2H3:
REALIDADES MÍTICAS: POR UMA COMPREENSÃO POÉTICA DA CULTURA INDÍGENA.
Coordenação: Mestrando Maurício Camargo e Mestre Paulo Milhomens/Ciências Sociais


TARDE: das 14:00 às 17:00
MINICURSOS


1-SALA 2B4:
O TRABALHO DO ARQUIVO, ESCRITOS, E MITOLOGIAS NAS NARRATIVAS INFANTIS DE CLARICE LISPECTOR E ADRIANA FALCÃO.
Coordenação: Profas. Mestres Maria Eliane Souza da Silva e Concísia Lopes dos Santos/PPGEL/UFRN

2-SALA 2G1:
MITOLOGIA ATRAVÉS DAS LENTES ARQUETÍPICAS.
Coordenação: Luciana Aires Mesquita/ MA in Mythological Studies with emphasis in Depth Psychology, Pacifica Graduate Institute, CA, USA (2001), and Theatre Arts (1997), University of Brasilia, UnB.

3- SALA A2:
AUTA DE SOUSA: VIDA BREVE E OBRA ABERTA.
Coordenação: Cláudia Juliette do N. Araújo e Genilson de Azevedo Farias, sob a orientação da Profa. Dra. Ana Laudelina Ferreira Gomes.

NOITE: das 18:00 às 22:30
LOCAL: SALA A1 CT (CENTRO DE TECNOLOGIA)
Música Instrumental: Joaquim Adelino Dantas de Oliveira e Banda Jubarte Ataca!
Lançamento do CD Rumi Hafiz Cora.


CONFERÊNCIA: “JULIEN GRACQ”
Michel Brault
Inspecteur D’Academie Honoraire


DIA 15

MANHÃ: das 8:00 às 12:00
OFICINAS


1- SALA 2B4:
LETRAMENTO LITERÁRIO NA ESCOLA: POEMA NAS CENAS DE AULA.
Coordenação: Prof. Dr. Henrique Eduardo de Sousa

2- SALA 2G1:
NARRATIVAS DO REAL LITERÁRIO NO JORNALISMO CONTEMPORÂNEO E NA OBRA DO ESCRITOR JOÃO ANTÔNIO
Coordenação: Janilson Carvalho – Professor/Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Literatura Comparada; Ednalda Soares – Jornalista/Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da UFRN

3- SALA 2H3:
LITERATURA E MÚSICA: O POEMA E CANÇÃO EM AS COISAS, DE ARNALDO ANTUNES.
Coordenação: Jorge Normando dos Santos Filgueira - Professor /Mestre.

TARDE: das 14:00 às 17 h
MINICURSOS E MESA-REDONDA



1- SALA 2B4:
O TRATAMENTO DA VIOLÊNCIA NA NARRATIVA HISPÂNICA E BRASILEIRA DO SÉCULO XX
Coordenação: Prof. Dr. Francisco Zaragoza Zaldívar/DELLEM/UFRN

2- SALA 2G1:
MESA-REDONDA: GUIMARÃES ROSA E MIGUEL DE UNAMUNO: HETEROTOPIAS NO SERTÃO, TRAJETOS E ESPAÇOS IMAGINÁRIOS, PENSAMENTO MITOPOÉTICO.
Coordenação: Profa. Dra. Ilza Matias de Sousa

COMPONENTES:
Ilza Matias de Sousa/ LETRAS/PPGEL/GTMYHOS-LOGOS
GUIMARÃES ROSA: LAND ART, FABULAÇÃO DO SOCIAL E PENSAMENTO MITOPOÉTICO
Rosimeire Maria de Souza Medeiros/ LETRAS/UFRN
GUIMARÃES ROSA E MIGUEL DE UNAMUNO: A RELIGIOSIDADE COMO CONSTITUIÇÃO HETEROTÓPICA
Dayane da Silva Grilo/ LETRAS/UFRN
RELIGIOSIDADE E SENTIMENTO DO TRÁGICO DO MUNDO EM GUIMARÃES ROSA E UNAMUMO
Natália Oliveira Moura/LETRAS/UFRN
CONFIGURAÇÕES MITO-POÉTICAS NAS OBRAS LITERÁRIAS DE GUIMARÃES ROSA E MIGUEL DE UNAMUNO
Isabel Barreto de Andrade Costa/PPGH/UFRN
“O SERTÃO É DO TAMANHO DO MUNDO”: ESPAÇO E REPRESENTAÇÃO EM JOÃO GUIMARÃES ROSA
Aguinaldo do Nascimento Silva/ Professor da Rede Pública e aluno especial do PPGEL
VOZES MITOPOÉTICAS E O ANIMAL ESCRITA EM MEU TIO IAUARETÊ

3-SALA 2A2:
MINICURSO: CAOSMOLOGIA DO SER E RESISTÊNCIA POÉTICA
Coordenação: Lucas Fortunato/Mestrando PGFIL; Lisandro Loureto


NOITE: das 18:30 às 22:30
LOCAL: SALA A1 CT (CENTRO DE TECNOLOGIA)


Abertura musical com a apresentação de Jorge Normando dos Santos Filgueira (MPB).
MESA-REDONDA: RUMOS ATUAIS DA LITERATURA COMPARADA
Coordenação: Profa. Dra. Ilza Matias de Sousa
COMPONENTES:
Profa. Dra. Ana Laudelina Ferreira Gomes/ Ciências Sociais – Ciência e poesia na obra bachelardiana
POÉTICAS DE BACHELARD
Doutoranda Luciana Celestino/Ciências Sociais/UFRN
O SABER MÁGICO DA DONZELA TEODORA E DA IMPERATRIZ PORCINA: IMAGINÁRIO E PODER DE CURA EM DUAS NARRATIVAS DE MULHERES SÁBIAS
Prof. Dr. João Batista de Morais Neto/IFRN
CAETANO VELOSO E O LUGAR MESTIÇO DA CANÇÃO
Professor doutorando Janilson Carvalho/PPGEL/UFRN
NARRATIVA DE MARGENS E ESTÉTICA CONTEMPORÂNEA: povo-personagem na estética de João Antônio


ENCERRAMENTO
Performance: “CANTANDO A HUMILDADE DAS SEMENTES”
Por Maurício Camargo e Luciana Aires Mesquita.




REALIZAÇÃO E APOIOS


Linha Poética da Modernidade e da Pós-Modernidade/PPGEL/Departamento de Letras
Linha Mythos-Poiésis/Grupo de Pesquisa Mythos-Logos/Ciências Sociais

COORDENAÇÃO GERAL:
Profa. Dra. Ilza Matias de Sousa/UFRN e Profa. Dra. Ana Laudelina Ferreira Gomes/ciências sociais

APOIOS: departamento de letras, departamento de línguas e literaturas estrangeiras modernas/cchla/ufrn

COMISSÃO ORGANIZADORA: Profa. Mestre Maria Eliane Souza da Silva e Prof. Aguinaldo do Nascimento Silva

COMISSÃO EXECUTIVA: Isabel Barreto de A. Costa, Júlio César Balisa da Silva, Dayane da Silva Grilo, Rosimeire Maria de Sousa Medeiros, Natália Oliveira Moura, Douglas Albert de S. Lima

INSCRIÇÕES: cleoufrn@yahoo.com.br