Nossos visitantes

10 de jul de 2010

“Pistas”

Eu quis te mostrar
Todas as pistas te dei:
As flores no domingo
O cinema vespertino
A praia no crepúsculo tão solene
Quanto perene – o nosso amor.

Um encontro casual
E eu quis mesmo te falar:
“A poesia de Camões
Os sonetos de Shakespeare
Na minha boca de desejo ardente.”
Caminho em frente; palavras, e nós.

Tenho tido dias repetidos
Vou indo nessa rotina:
Um café da manhã
Almoço ao meio-dia
Um jantar a dois
A luz das velas reluzentes
A chama que chama paixão.

Renato César, estudante de Letras – Língua Portuguesa, UFRN.